A igreja San José alberga um dos grandes tesouros deste país, o Altar de Ouro, que se encontra na Igreja consagrada ao santo no Casco Antiguo da cidade capital.

A história geológica de Panamá é relativamente recente. Há aproximadamente três milhões de anos, uma larga faixa de terra emergiu do mar como resultado de movimentos tectônicos e atividade vulcânica. Este novo istmo separou as águas do Caribe e do Pacífico, uniu as massas continentais da América do Norte e do Sul, criou o Mar do Caribe e a corrente do Golfo, transformou o clima mundial, aquecendo, as antes geladas costas européias e deu origem a savana africana.Também deu início a um massivo intercâmbio da flora e fauna, entre norte e sul, atuando como ponte de vida, que incluiu a passagem de humanos, que povoaram todo o continente.

 

EIBTM Barcelona 2012 

  • O país latino celebrou 66 congressos internacionais em 2011 e tem previsto alcançar o número de 126 eventos durante este ano. 
  • Ao menos 40.000 pessoas visitarão Panamá nos dois próximos anos para participar em mais de 15 eventos mundiais.

Panamá é um país marítimo por excelência. Sua história e sua economia têm estado ligadas ao mar. Ele possui costas no Caribe (1, 207 Km) e no Pacífico (1700.6 Km). Esta condição geográfica privilegiada tem gerado importantes zonas marítimas e costeiras, plenas de eco-sistema terrestre e aquático, como manguezais, praias e recifes de coral, que formam incríveis paisagens de flora e fauna submarina, em ambas as costas.

O forte San Lorenzo constitui-se em uma das mais antigas fortalezas espanholas na América. Foi construído em 1597, como uma das fortificações para proteger a foz do rio Chagres, que era utilizado para navegar rio acima até chegar ao posto de Venta de Cruces, para depois caminhar o resto do caminho até chegar à cidade de Panamá, no que se conhecia como o Camino de Cruces. É um magnífico exemplo da antiga arquitetura militar.Em 1980 foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.