O Istmo do Panamá conta com mais de 950 espécies de aves, mais do que Estados Unidos e Canadá juntos. É um paraíso para os observadores de aves, porque conta com o litoral Pacífico e Atlântico, assim como áreas de montanha, manguezais, florestas, ilhas etc. De maneira que você observará certos tipos de aves dependendo do lugar onde se encontre no istmo, é por isso que temos vários lugares, que se destacam para a observação das aves. Entre eles: 

É o maior eco sistema de pantanal, imerso nas províncias centrais, composto por 2, 000 hectares dos quais 1, 200 pertencem ao refletor de água, que inunda a área e o resto se dispersa nas áreas úmidas.

A cidade de Chitré foi fundada em 19 de Outubro de 1848, pela câmara provincial de Panamá, que ordenou em seu artigo, a subseção 4, tornar Chitré em um distrito paroquial, no canton de Los Santos, composto por Chitré, Monagrillo e La Arena, que se separam do distrito de Los Santos. É conhecida como “A cidade que cresce sozinha”, e “A cidade, onde ninguém é forasteiro”.

É um pitoresco povoado de pescadores e comerciantes, a porta de entrada ao Golfo de Montijo, ou a um paraíso chamado Coiba. Oferece aos seus visitantes facilidades para percorrer seus manguezais em lanchas e explorar as esplêndidas ilhas do pacífico de Veraguas.

Durante cinco meses do ano, migram os mamíferos ao Pacífico panamenho, com o fim de se reproduzirem. É tudo um espetáculo impressionante ver as baleias jubartes e cachalotes nadando e saltando perto da costa.Este evento ocorre de junho a novembro nas águas da costa Pacífica de Panamá.