Instalações, equipamentos, segurança e atenção personalizada, são algumas das tantas perguntas, que se faz ao turista e que causam grande satisfação no momento de selecionar a rota e atividades, por afinidade, gosto e atração, são esses complementos, que definem uma viagem como bem sucedida. 

Panamá, natureza, carisma, multicolorido. Um país, que geograficamente, dificilmente se aprecia nos mapas, descoberto no passado pelos ancestrais, sem saber, que tão grandiosa pesquisa, permitiria a muitos desfrutar de tão impressionantes paisagens, que são de grande atração para os turistas, que em suas viagens a este pequeno e quente país vão criando esse interesse, e é aquela voz, que nos expõe a nível internacional.

Localizado no lado leste das eclusas de Miraflores, o Centro de Visitantes é o lugar ideal para observar as operações do Canal. Possui grandes varandas de onde os visitantes podem apreciar quando se abrem e fecham as comportas das eclusas, à medida que, as embarcações iniciam ou terminam o seu trânsito pelo Canal.

Guna Yala é uma comarca indígena no Panamá, habitada pela etnia Guna. Antigamente a comarca se chamava San Blas, até 1982, quando o seu nome foi trocado por Guna Yala.Sua capital é Porvenir.Faz limite ao norte com o Mar do Caribe, ao sul com a província de Darién e a comarca Emberá-Wounnan, ao leste com a Colômbia e a oeste com a província de Colón.

Guna Yala, em língua Guna, significa “Terra Guna”, ou “Montanha Guna”. A área foi formalmente conhecida como San Blas, mais adiante como Kuna Yala, mas devido à afirmação de que eles, não pronunciavam o “K” em sua língua materna, se trocou o nome de Kuna para Guna, a partir de outubro de 2011.