Danças Folclóricas

Sem dúvida, a dança mais representativa do istmo é o Tamborito. De influência espanhola e representada de forma muito particular em cada uma das províncias, mas com um enraizamento na província de Los Santos.

Outra dança típica da província de Darién é o Bunde. Consiste em um círculo, que em uma metade são homens e na outra mulheres e dançam ao som dos tambores e ao canto das mulheres.Um varão do círculo corteja e convida uma dama para dançar e se colocam dentro do círculo e assim se vão revelando os pares.

Ainda que o tamborito seja a dança mais representativa e mais generalizada, existem outras, como a Cumbia Santenha ou a Cumbia Chorreana, ambas de grande colorido e movimentos muito alegres, onde o instrumento “o tamborito” se faz ressaltar.

E ao longo da costa Atlântica, se dança o Congo, de influência afro-antillana (indiana), e que da mesma forma que o Bunde, os pares dançam ao ritmo do tambor e o canto das mulheres no centro do grupo.

Outras danças, que se praticam no istmo:

  • O baile do Torito Guapo           
  • Congo
  • La Espina
  • El Punta
  • La Mejorana
  • El Atravessao
  • El Bullerengue

A Dança dos Diabinhos Limpos, é a dança mais tradicional da festividade de Corpus Christi. A mesma está constituída por diversas hierarquias sendo um dos personagens principais o Diabo Maior , que por seu luxuoso vestuário destaca a categoria.

Dança dos Diabinhos Sujos. Existe uma enorme diferença entre esta dança e a anterior.Primeiramente indicarei que esta dança deve o seu nome ao fato histórico, que anterior aos anos 30, o vestido ou “fustillo” era confeccionado de manta suja e as linhas vermelhas eram traçadas com urucum e barro vermelho.As linhas negras se listavam com tusa de milho queimado.Como resultado saía a o típico listado vermelho e negro, que devido à agitação da dança se umidecia com o suor do diabinho, ficando estes com um aspecto muito desagradável ou “sujo.

Também se podem encontrar casas ou pessoas, que alugam os trajes e roupas para as seções fotográficas.