Parita

Parita é o assentamento hispânico indígena mais antigo da região de Azuero, já que foi fundada em 1558 , a causa da supressão do encargo indiano da Prefeitura de Natá, decretado pela Coroa Espanhola em 21 de março de 1551.Entre os que a fundaram, figuram:Don Juan Ruiz de Monjaraz, e o frade dominicano Pedro de Santa María.Isto quer dizer, que tem mais de 450 anos de fundada, o que a coloca como uma das populações mais antigas do país.

Parita mantém quase que intactos o legado da época colonial.A data exata de sua fundação é incerta, e não foi antes do ano de 1937, quando se oficializa o 18 de agosto, como data desta celebração.Parita mantém como símbolo de sua história a sua antiga igreja, que data dos séculos XVII e XVIII.Nesta igreja estão sepultados sacerdotes e pessoas notáveis, tal como era o costume naqueles tempos.Além disso, o povoado conta com uma enorme praça colonial, rodeada de casas de ladrilhos, algumas das quais datam também do século XVIII.Estas casas , em suas maioria, contam com altos portais, que são transformados em arquibancadas para assistir as touradas e outras atividades das festas padroeiras.O nome de Parita se deve ao cacique Paris, que habitava por esses lares.

Localização:

O povoado de Parita se encontra a 4 horas da cidade de Panamá, até o sul oeste do país.

Como chegar?

  • Ônibus :Pegar um ônibus, a partir do Grande Terminal Nacional de Transporte, na Cidade de Panamá
  • Carro: Por Via Panamericana; ao chegar à Divisa se segue pela estrada de Azuero, até o Povoado de Parita.
  • Táxi: Na área de Parita, existe serviço especial de táxis, além de serviços intermunicipais de ônibus, desde outros povoados da Península de Azuero.

O que levar?

  • Câmara
  • Garrafa de água
  • Roupa Fresca
  • Bloqueador Solar

Atividades:

  •  Celebração da Semana Santa
  • Festa Padroeira de Santo Domingo de Guzmán