Iniciam-se estudos de solos para o terminal sul

A construtora Norberto Odebrecht trabalha nos estudos de solo para construir o terminal sul no Aeroporto Internacional de Tocumen. A empresa brasileira adjudicou o contrato em finais de 2012 com uma oferta de 679.4 milhões de dólares, superando a firma asiática China Harbor Engineering.

Tocumen S.A. autorizou a Odebrecht para que comece os estudos de topografia e geologia. Os trabalhos se realizam nas proximidades do Corredor Sul, lugar onde se construirá o novo acesso de quatro pistas ao terminal.Os estudos permitirão determinar a composição do solo, além de, que servirão para desviar o leito do rio Tocumen. 

De acordo com a proposta da empresa brasileira, o edifício principal de 75 mil metros quadrados –incluindo o equipamento -custará 415.6 milhões de dólares, enquanto que para a nova pista de aterrissagem e a torre de controle, se destinarão 66.7 milhões e 15 milhões de dólares, respectivamente. Para a avenida de quatro pistas, que inclui os trabalhos sobre o rio Tocumen, se destinarão 43 milhões de dólares.

A primeira fase do terminal sul, da que faz parte o edifício principal, que terá cerca de 20 portas de abordagem, deverá estar terminada em meados de 2014. Com esta nova ampliação Tocumen terá a capacidade de lidar com 15 milhões de passageiros ao ano.O ano passado, 6.8 milhões de passageiros passaram pelo terminal aéreo, 45% de passageiros em trânsito.Em finais de 2012, Tocumen, que é uma sociedade 100% estatal recebeu o visto bom do Conselho de Gabinete para admitir empréstimos, títulos de emissão ou quaisquer outros títulos de dívida,para obter o financiamento, que necessitaria para cobrir o custo do projeto.

Para cobrir parte do investimento, Tocumen oferecerá em planos, os espaços comerciais, que se habilitarão no terminal. Estima-se que este processo, no qual se concederão 5 mil metros quadrados, deixará regalias próximas dos 500 milhões de dólares. Em 2007, Tocumen obteve 200 milhões de dólares pela arrematação de 2 mil metros quadrados de área comercial.

Infra-estrutura Aeroportuária

$100

Milhões de dólares destinará Norberto Odebrecht para cobrir os efeitos causados pelo projeto.

$82.1

Milhões custarão as novas pistas de rodagem para os aviões.