Fazenda Lérida enviará cafés para a Coreia do Sul

Nos últimos anos a Fazenda Lérida, localizada em Boquete, província de Chiriquí, tem se distinguido pelo agro turismo através da hospitalidade de seu hotel butique de montanha, mas agora a empresa aproveita a sua plataforma agrícola para comercializar os seus cafés especiais, ou gourmet na Coreia do Sul. 

Depois de sua participação no Show Internacional de Café em Seoul, os representantes da Fazenda Lérida, atraíram a curiosidade de compradores de cafés especiais provenientes da Coreia e de Taiwan.

As variedades que se exportarão inicialmente para a Coreia do Sul são: caturra, catuai, pacamara e geisha, entre outras.

A qualidade dos cafés especiais se deve a altura sobre o nível do mar, onde se produzem, entre 1,200 e 1,700 metros.

PRODUÇÃO

A Fazenda Lérida conta com 50 hectáres de plantações de café divididos em sete lotes, onde se cultivam as variedades antes mencionadas, e as quais, além disso receberam distinções durante The Best of Panama 2013 organizada pela Associação de Cafés Especiais de Panamá (SCAP, por suas siglas em inglês), um leilão de cafés gourmet local.

Naquela ocasião, o quintal de café processado em honey da Fazenda Lérida, alcançou $1,275, enquanto que ao natural, $1,395.

José Pacheco Tejeira, vice-ministro de Comércio Exterior, manifestou que “uma vez mais as exportações do país têm sido beneficiadas com a participação nas feiras internacionais.Estes resultados não são de um dia para o outro; há vezes (como agora), que eles vêm vários meses depois.”

Pacheco explicou que o Ministério de Comércio e Indústrias se encarrega de apoiar os produtores com o patrocínio do estande, assim como a plataforma de coordenar entrevistas, com potenciais compradores.

Fonte: www.laestrella.com.pa